O que é o aterro de terreno e a sua importância na obra?

O que é o aterro de terreno e a sua importância na obra?

Na grande maioria das vezes, um terreno não está em perfeitas condições de elevações e desníveis, tornando impossível o início da construção e o cumprimento das regras da engenharia civil. Para sanar este problema, é realizado o aterro de terreno. No artigo a seguir, você entende mais sobre o assunto e conhece as melhores práticas e atitudes para realizar com perfeição este processo.

Em uma obra, alguns detalhes extremamente importantes devem ser definidos antes mesmo do início dos trabalhos, ou seja, no projeto. Um destes grandes e importantes detalhes é o aterro do terreno, também conhecido como aterramento. Esta atitude é a responsável por tornar plano todo  o terreno, fazendo com que seja possível a realização de uma obra dentro do seu projeto atentando para todos os pontos de segurança necessários, bem como para encaixá-lo dentro das regras da engenharia civil.

Para uma obra não realizar o aterramento, o terreno deve estar em condições perfeitas de uso e que estejam de acordo com todo o projeto realizado previamente. Como esta condição dificilmente acontece, o aterro é um dos processos mais realizados dentre todos os possíveis, e possui um grau de importância bastante alto.

Mas afinal, o que é o aterro de terreno?

Aterrar um terreno significa preencher com terra algum ponto para que ele torne-se plano, atingindo o nível da superfície e excluindo os relevos, ou então para aumentar a medida de uma área específica, criando um relevo e/ou desnível proposital. Ou seja, o aterro é o processo que garante o grau de desnível dentro do terreno, de acordo com as especificidades do projeto. Caso no projeto não esteja programado desníveis, é dever do aterro tornar plano toda a superfície.

Para realizar esta ação de preenchimento, é utilizado basicamente terra e/ou cascalho. Estes materiais podem ser coletados diretamente dos resíduos do processo de escavação, ou comprados de outras construtoras que possuam estoques destes materiais, ou então retirado gratuitamente com a prefeitura. Verifique se as autoridades de sua cidade realizam esta ação. Este preenchimento de terra necessita de posterior compactação, realizada por máquinas.

Para diminuir o nível da terra, ou seja, realizar o processo contrário, no qual pequenos desníveis devem ser eliminados, máquinas são utilizadas assim como o trabalho físico de colaboradores da obra.

Para deixar ainda mais fácil o entendimento, elencamos algumas situações nas quais o aterro é necessário, veja:

  • Tornar o terreno plano;
  • Criar desníveis;
  • Atingir os 10 centímetros de nível acima da linha da rua, uma vez que esta é uma regra da engenharia;
  • Troca de terra em péssimas condições de trabalho;
  • Eliminar desníveis que culminem em acúmulo de água da chuva ou outros resíduos, entre outras.

Logicamente, quando falamos especialmente de grandes terrenos que necessitam de um aterro mais elaborado, as máquinas como pé-de-carneiro e trator são extremamente importantes, pois conseguem nivelar da melhor maneira possível independente do estado do terreno.

Como realizar o aterro?

Neste sentido, a paciência e o bom senso devem ser utilizados. Não é recomendado que o terreno seja aterrado inteiramente de uma vez, principalmente se as medidas a serem preenchidas forem grande. Do contrário, esta atitude pode conferir instabilidade do material, e por consequência da construção, e até mesmo desabamentos de terra quando necessário criar um desnível.

Por isso, é indicado que o aterro seja realizado gradualmente. Se for necessário preencher 2 metros, no primeiro dia despeje apenas o equivalente a 1 metro, compacte com máquinas e/ou trabalho físico, e então conclua no dia seguinte preenchendo a medida restante.

O muro de arrimo

Quando falamos em aterro para criar um desnível, ou então quando é mais vantajoso encaixar o projeto dentro das grandes elevações do terreno tendo em vista o gasto financeiro, é indicado a construção do muro de arrimo.

Basicamente, este muro será a garantia de sustentação da terra, evitando deslizamentos e outros problemas decorrentes. O trabalho do engenheiro neste sentido é calcular a distância na horizontal e na vertical identificando uma mão francesa ou não, e quantos MPA terá o concreto.

Depois da construção deste muro, é aconselhado esperar o intervalo de sete dias de sol para a continuar com o processo de aterro, uma vez que este é o tempo necessário para a secagem das vigas e do concreto. Tudo isto é realizado visando a segurança e a estabilidade da obra e das futuras pessoas que virão a utilizar toda a estrutura desenvolvida.

A importância do aterro

Depois de tudo explicado até aqui, fica bastante claro de perceber o quanto o aterro é necessário para todo o processo de obra em geral. Aterrar o terreno significa torná-lo apto para a obra, escavações e fundações, encaixar e corrigir todos os desníveis de acordo com o projeto, assim como para seguir todas as regras e especificações dentro do meio civil, importantes para a regularização da obra perante as autoridades.

Neste sentido, é interessante saber que existem empresas que realizam a revitalização e aterro de terrenos em péssimas condições, e que depois revendem o mesmo por uma quantia muito maior do que a necessária para a compra inicial. Ou seja, o aterro não é somente importante como um processo geral de obra, mas com ele também é possível prestar novos tipos de serviços para o mercado.

Para concluir, o aterro é uma atitude inerente em uma obra, e deve ser realizado com o máximo de cuidado e precauções possíveis. Profissionais experientes e capacitados são fundamentais para guiar as ações e evitar ao máximo os grandes problemas que um possível deslizamento de terra, por exemplo, pode trazer.

Solicite o seu
Orçamento!

Nome

CEP (Não sei meu CEP)

Nº Imóvel

Email

Telefone

Celular

Serviço:

×